Capítulo 28. Configuração BIND

Este capítulo assume que o leitor tem um conhecimento básico do BIND e do DNS, pois seus conceitos não são explicados aqui. Este capítulo não explica como usar a Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio (redhat-config-bind) para configurar zonas BIND básicas do servidor. A Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio cria o arquivo de configuração /etc/named.conf e os arquivos de configuração da zona no diretório /var/named/ cada vez que as alterações são aplicadas.

ImportanteImportante
 

Não edite o arquivo de configuração /etc/named.conf. A Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio gera este arquivo após as alterações serem aplicadas. Para definir as configurações não configuráveis pela Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio, adicione-as ao arquivo /etc/named.custom.

A Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio requer o Sistema X Window e acesso root. Para iniciar a Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio, vá para Botão do Menu Principal (no Painel) => Configurações do Sistema => Configurações do Servidor => Serviço de Nome de Domínio ou digite o comando redhat-config-bind.

Figura 28-1. Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio

A Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio configura o diretório de zona default como /var/named/. Todos os arquivos de zona especificados são relacionados a este diretório. A Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio também inclui uma verificação de sintaxe básica quando os valores são indicados. Por exemplo: se for um valor IP, são permitidos somente números e pontos (.) dentro deste campo.

A Ferramenta de Configuração do Serviço de Nome de Domínio permite a adição de uma zona mestre de encaminhamento, uma zona mestre inversa e de uma zona escrava. Após adicionar as zonas, elas podem ser editadas ou apagadas pela janela principal, conforme exibido na Figura 28-1.

Após adicionar, editar ou apagar uma zona, clique no botão Salvar ou selecione Arquivo => Salvar para salvar o arquivo de configuração /etc/named.conf e todos os arquivos de zonas individuais no diretório /var/named/. Salvar as alterações também faz com que o serviço named recarregue os arquivos de configuração. Selecionar Arquivo => Sair salva as alterações antes de fechar a aplicação.

28.1. Adicionando uma Zona Mestre de Encaminhamento

Para adicionar uma zona mestre de encaminhamento (também conhecida como mestre principal), clique no botão Nova, selecione Zona Mestre de Encaminhamento e insira o nome do domínio da zona mestre no campo Nome de Domínio.

Aparece uma nova janela, conforme a Figura 28-2, com as seguintes opções:

Figura 28-2. Adicionando uma Zona Mestre de Encaminhamento

Um Servidor de Nome Principal (SOA) deve ser especificado, e pelo menos um registro de nome de servidor clicando no botão Adicionar na seção Registros.

Após configurar a Zona Mestre de Encaminhamento, clique em OK para retornar à janela principal, conforme a Figura 28-1. No menu suspenso, clique Salvar para gravar o arquivo de configuração /etc/named.conf e todos os arquivos de zonas individuais no diretório /var/named, e também para que o daemon recarregue os arquivos de configuração.

A configuração cria uma entrada similar à seguinte no /etc/named.conf:

zone  "forward.example.com" { 
	type master; 
	file  "forward.example.com.zone"; 
};

Também cria o arquivo /var/named/forward.example.com.zone com as seguintes informações:

$TTL 86400
@       IN      SOA     ns.example.com.  root.localhost (
                        2 ; serial
                        28800 ; refresh
                        7200 ; retry
                        604800 ; expire
                        86400 ; ttl
                        )


        IN      NS      192.168.1.1.