Capítulo 1. O Sistema de Arquivo ext3

O sistema de arquivo default é o ext3 journaling.

1.1. Características do ext3

O sistema de arquivo ext3 é essencialmente uma versão melhorada do sistema de arquivo ext2. Estas melhorias oferecem as seguintes vantagens:

Disponibilidade

Após uma queda de energia ou queda do sistema inesperada (também chamada de desligamento impróprio do sistema), cada sistema de arquivo ext2 montado na máquina deve ter sua consistência verificada pelo programa e2fsck. Este processo leva tempo e pode demorar significativamente o tempo de inicialização, especialmente com volumes grandes contendo um grande número de arquivos. Durante este período, quaisquer dados dos volumes estão indisponíveis.

O journaling provido pelo sistema de arquivo ext3 significa que este tipo de verificação não é mais necessário após um desligamento impróprio do sistema. Os únicos momentos em que ocorrem verificações de consistência usando o ext3 são em raros casos de falha de hardware, como falhas no disco rígido. O tempo para recuperar um sistema de arquivo ext3 após um desligamento impróprio do sistema não depende do tamanho do sistema de arquivo ou do número de arquivos, mas sim do tamanho do journal usado para manter a consistência. O journal de tamanho default leva aproximadamente um segundo para recuperar, dependendo da velocidade do hardware.

Integridade dos Dados

O sistema de arquivo ext3 oferece alta integridade dos dados no caso de um desligamento impróprio do sistema. Além disso, permite que você escolha o tipo e nível de proteção para seus dados. Por default, os volumes ext3 são configurados para manter um alto nível de consistência dos dados em relação ao estado do sistema de arquivo.

Velocidade

Apesar de gravar alguns dados mais de uma vez, o ext3 tem maior produtividade em relação ao ext2 na maioria dos casos, pois o journaling do ext3 otimiza a movimentação da cabeça do disco rígido. Você pode escolher dentre três modos de journaling para otimizar a velocidade, mas ao fazer isso diminui a integridade dos dados.

Transição Fácil

É fácil mudar do ext2 parta o ext3 e obter os benefícios de um sistema de arquivo robusto sem a reformatação. Consulte a Seção 1.3 para detalhes sobre a execução desta tarefa.

Se você executou uma nova instalação, o sistema de arquivo default atribuído às partições do sistema Linux é ext3. Se você atualizou de uma versão que usa partições ext2, o programa de instalação permite que você converta estas partições para ext3 sem a perda de dados. Consulte o apêndice intitulado Atualizando Seu Sistema Atual no Guia de Instalação do Red Hat Enterprise Linux para mais detalhes.

As seções a seguir trazem os passos para a criação e ajuste das partições ext3. Para partições ext2, pule as seções de particionamento e formatação abaixo e vá direto para a Seção 1.3.