30.4. Definindo o Console

O módulo pam_console.so usa o arquivo /etc/security/console.perms para determinar as permissões para usuários no console do sistema. A sintaxe do arquivo é muito flexível; você pode editar o arquivo para que estas regras não sejam aplicadas. Entretanto, o arquivo default tem uma linha parecida com a seguinte:

<console>=tty[0-9][0-9]* :[0-9]\.[0-9] :[0-9]

Quando os usuários se autenticam, estão ligados a uma espécie de terminal nomeado - um servidor X com um nome como :0 ou minhamáquina.exemplo.com:1.0, ou então a um dispositivo como /dev/ttyS0 ou /dev/pts/2. A prática padrão é definir que os consoles virtuais e servidores X locais sejam considerados locais, mas se você deseja considerar o terminal serial /dev/ttyS1 próximo à sua porta como local, pode alterar esta linha para o seguinte:

<console>=tty[0-9][0-9]* :[0-9]\.[0-9] :[0-9] /dev/ttyS1