6.2. Administrando Quotas de Disco

Se as quotas forem implementadas, precisam de alguma manutenção — principalmente monitorá-las para verificar se são ultrapassadas e garantir que estejam exatas. Obviamente, se os usuários ultrapassarem suas quotas repetidamente ou alcançarem seus limites suaves constantemente, um administrador de sistemas tem poucas alternativas, dependendo do tipo de usuários e o quanto o espaço em disco impacta suas atividades. O administrador pode ajudar o usuário a determinar como usar menos espaço ou aumentar seu espaço em disco, se necessário.

6.2.1. Reportando em Quotas de Disco

Criar um relatório de uso do disco envolve rodar o utilitário repquota. Por exemplo: o comando repquota /home produz o seguinte output:

*** Report for user quotas on device /dev/hda3
Block grace time: 7days; Inode grace time: 7days
                        Block limits                File limits
User            used    soft    hard  grace    used  soft  hard  grace
----------------------------------------------------------------------
root      --      36       0       0              4     0     0
tfox      --     540       0       0            125     0     0
testuser  --  440400  500000  550000          37418     0     0

Para visualizar o relatório de uso do disco com todos os sistemas de arquivo habilitados com quotas, use o comando:

repquota -a

Apesar do relatório ser de fácil leitura, alguns pontos devem ser explicados. O -- exibido após cada usuário é uma maneira rápida de determinar se os limites de blocos ou de 'inodes' foram ultrapassados. Se algum dos limites suaves é ultrapassado, aparece um + no lugar do - correspondente. O primeiro - representa o limite do bloco e o segundo representa o limite do 'inode'.

As colunas grace estão normalmente em branco. Se um limite suave foi ultrapassado, a coluna contém uma especificação de tempo igual à quantidade de tempo remanescente no período de carência. Se o período de carência expirou, aparece none em seu lugar.

6.2.2. Mantendo as Quotas Exatas

Sempre que um sistema de arquivo não é montado adequadamente (devido uma queda do sistema, por exemplo), é necessário rodar o quotacheck. No entanto, o quotacheck pode ser executado regularmente, mesmo que o sistema não tenha sofrido uma queda. Rodar o comando a seguir periodicamente mantém as quotas mais exatas (as opções usadas foram descritas na Seção 6.1.1):

quotacheck -avug

A maneira mais fácil de executá-lo periodicamente é usar o cron. Como root, use o comando crontab -e para agendar um quotacheck periódico ou inserir um script que execute o quotacheck em qualquer um dos diretórios a seguir (usando o intervalo que melhor atenda às suas necessidades):

As estatísticas mais exatas das quotas podem ser obtidas quando o(s) sistema(s) de arquivo analisado(s) não estiverem em uso ativo. Portanto, a tarefa cron deve ser agendada para um período em que o(s) sistema(s) de arquivo seja(m) menos usado(s). Se este período varia para diferentes sistemas de arquivo com quotas, execute o quotacheck para cada sistema de arquivo em momentos diferentes com tarefas cron múltiplas.

Consulte o Capítulo 37 para mais informações sobre a configuração do cron.

6.2.3. Habilitando e Desabilitando

É possível desabilitar quotas sem definí-las para 0. Para desligar todas as quotas de usuário e de grupo, use o seguinte comando:

quotaoff -vaug

Se não especificar as opções -u ou -g, somente as quotas de usuário são desabilitadas. Se especificar só a opção -g, somente as quotas de grupo são desabilitadas.

Para habilitar as quotas novamente, use o comando quotaon com as mesmas opções.

Por exemplo: para habilitar as quotas de usuário e de grupo para todos os sistemas de arquivo:

quotaon -vaug

Para habilitar as quotas de um sistema de arquivo específico, como /home:

quotaon -vug /home

Se não especificar as opções -u ou -g, somente as quotas de usuário são habilitadas. Se especificar só a opção -g, somente as quotas de grupo são habilitadas.