26.2. Configurações Default

Após definir o Nome do Servidor, o Endereço de e-mail do webmaster e os Endereços Disponíveis, clique na aba Máquinas Virtuais e depois no botão Editar Configurações Default. A janela exibida na Figura 26-3 aparecerá. Defina as configurações default do seu servidor web nesta janela. Se você adicionar uma máquina virtual (virtual host), as configurações definidas para esta prevalecem sobre quaisquer configurações prévias. No caso de uma diretiva não definida dentre as configurações da máquina virtual, o valor default é usado.

26.2.1. Configuração do Site

Os valores default da Lista de Busca das Páginas do Diretório e Páginas de Erro funcionarão para a maioria dos servidores. Se você não estiver seguro sobre estes valores, não modifique-os.

Figura 26-3. Configuração do Site

As entradas listadas na Lista de Busca das Páginas do Diretório definem a diretiva DirectoryIndex. A DirectoryIndex é a página default provida pelo servidor quando um usuário requisitar um índice de um diretório inserindo uma barra (/) no final do nome do diretório.

Por exemplo: quando um usuário requisita a página http://www.exemplo.com/este_diretório/, recebe a página DirectoryIndex se existir, ou uma lista do diretório gerada pelo servidor. O servidor tentará localizar um dos arquivos listados na diretiva DirectoryIndex e retornará a primeira que encontrar. Se não encontrar nenhum destes arquivos, e se Options Indexes está definido para este diretório, o servidor gerará e retornará uma lista, no formato HTML, dos sub-diretórios e arquivos deste diretório.

Use a seção Código do Erro para definir o Servidor HTTP Apache para redirecionar o cliente a uma URL local ou externa, no caso de um erro ou problema. Esta opção corresponde à diretiva ErrorDocument. Se houver um erro ou problema enquanto o cliente tentar conectar ao Servidor HTTP Apache, a ação default é exibir a mensagem curta de erro que aparece na coluna Código do Erro. Para sobrescrever esta configuração default, selecione o código do erro e clique no botão Editar. Selecione Default para exibir a mensagem curta default do erro. Selecione URL para redirecionar o cliente a uma URL externa e indique uma URL completa, includino http:// no campo Localização. Selecione Arquivo para redirecionar o cliente a uma URL interna e indique a localidade do arquivo sob o documento raiz do servidor web. A localidade deve começar com a barra (/) e ser relacionada ao Documento Raiz.

Por exemplo: para redirecionar um código do erro 404 Não Encontrada a uma página web que você criou em um arquivo chamado 404.html, copie 404.html para o DocumentRoot/../error/404.html. Neste caso, DocumentRoot é o diretório do Documento Raiz que você definiu (o default é /var/www/html/). Se o Documento Raiz é deixado na localidade default, o arquivo deve ser copiado em /var/www/error/404.html. Então, selecione Arquivo como o Comportamento (Behavior) do código do erro 404 - Não Encontrada e indique /error/404.html como a Localização.

No menu Rodapé da Página de Erro Default, você pode escolher uma das seguintes opções:

26.2.2. Registrando

Por default, o servidor grava o registro de transferência no arquivo /var/log/httpd/access_log e o registro de erro no arquivo /var/log/httpd/error_log.

O arquivo de transferência contém uma lista de todas as tentativas de acesso ao servidor web. Registra o endereço IP do cliente que tenta conectar, a data e hora da tentativa e o arquivo do servidor web que está tentando recuperar. Indique a localidade e o nome do arquivo para armazenar esta informação. Se a localidade e o arquivo não começam com uma barra (/), a localidade é relacionada ao diretório root do servidor conforme configurado. Esta opção corresponde à diretiva TransferLog.

Figura 26-4. Registrando

Você pode configurar um formato de registro personalizado, selecionando Usar funcionalidades de registro personalizado e indicar uma linha de registro personalizado no respectivo campo. Isto configura a diretiva LogFormat. Visite http://httpd.apache.org/docs-2.0/mod/mod_log_config.html#formats para mais detalhes sobre o formato dessa diretiva.

O registro de erro contém uma lista de todos os erros que ocorrem no servidor. Indique a localidade e o arquivo que armazena esta informação. Se a localidade e o nome do arquivo não começam com uma barra (/), esta localidade é relacionada ao diretório root do servidor conforme configurado. Esta opção corresponde à diretiva ErrorLog

Use o menu Nível de Registro para determinar o quão verbais serão as mensagens de erro em seus registros. Elas podem ser definidas, da menos verbal para a mais verbal, como emerg (emergencial), alert (alerta), crit (crítica), error (erro), warn (atenção), notice (aviso), info (informação) ou debug (depuração). Esta opção corresponde a diretiva LogLevel.

O valor escolhido pelo menu Pesquisa Inversa de DNS define a diretiva HostnameLookups. Selecionar Sem Pesquisa Inversa define o valor para off (desligado). Selecionar Pesquisa Inversa define o valor para on (ligado). Selecionar Pesquisa Inversa Dupla define-o para double (o dobro).

Se você selecionar Pesquisa Inversa, seu servidor descobrirá o endereço IP automaticamente para cada conexão que requisitar um documento do servidor web. Descobrir endereços IP significa que seu servidor fará uma ou mais conexões ao DNS a fim de descobrir o nome da máquina que corresponde a um determinado endereço IP.

Se você selecionar Pesquisa Inversa Dupla, seu servidor executará um DNS inverso duplo. Em outras palavras, após o servidor executar uma pesquisa inversa, executa uma pesquisa encaminhada (forward lookup) no resultado. Pelo menos um endereço IP da pesquisa encaminhada deve coincidir com o endereço da primeira pesquisa inversa.

Geralmente, você deve deixar esta opção definida como Sem Pesquisa Inversa, porque os pedidos do DNS adicionam uma carga em seu servidor e podem torná-lo mais lento. Se seu servidor estiver ocupado, os efeitos de tentar executar estas pesquisas inversas ou pesquisas inversas duplas podem ser bastante notáveis.

Pesquisas inversas e pesquisas inversas duplas também são um problema para a Internet toda. Todas as conexões individuais feitas para pesquisar cada nome de máquina são somadas. Consequentemente, para o benefício de seu próprio servidor e também da Internet, você deve deixar esta opção como Sem Pesquisa Inversa.

26.2.3. Variáveis do Ambiente

Às vezes, é necessário alterar as variáveis do ambiente para scripts CGI ou páginas SSI (server-side include). O Servidor HTTP Apache pode usar o módulo mod_env para configurar as variáveis do ambiente que são passadas aos scripts CGI e páginas SSI. Use a página Variáveis do Ambiente para configurar as diretivas deste módulo.

Figura 26-5. Variáveis do Ambiente

Use a seção Definir como Scripts CGI para definir uma variável de ambiente que é passada para scripts CGI e páginas SSI. Por exemplo: para definir a variável de ambiente MAXNUM como 50, clique no botão Adicionar dentro da seção Definir como Scripts CGI, conforme mostra a Figura 26-5 e digite MAXNUM no campo Variável de Ambiente e 50 no campo Valor a definir. Clique no botão OK para adicioná-la à lista. A seção Definir como Scripts CGI configura a diretiva SetEnv.

Use a seção Passar para Scripts CGI para passar os valores de uma variável do ambiente, quando o servidor é iniciado pela primeira vez, para scripts CGI. Para ver essa variável do ambiente, digite o comando env em uma janela de comandos. Clique no botão Adicionar dentro da seção Passar para Scripts CGI e indique o nome da variável do ambiente na caixa de diálogo que aparecer. Clique em OK para adicioná-la à lista. A seção Passar para Scripts CGI configura a diretiva PassEnv .

Se você deseja remover uma variável de ambiente para que o valor não seja passado para scripts CGI e páginas SSI, use a seção Não passar para Scripts CGI. Clique em Adicionar na seção Não passar para Scripts CGI e indique o nome da variável de ambiente a desconfigurar. Clique em OK para adicioná-la a lista. Isto corresponde à diretiva UnsetEnv.

Para editar qualquer um destes valores de ambiente, selecione-o da lista e clique no botão Editar correspondente. Para apagar uma entrada da lista, selecione-a e clique no botão Apagar correspondente.

Para saber mais sobre variáveis de ambiente no Servidor HTTP Apache, consulte o seguinte:

http://httpd.apache.org/docs-2.0/env.html

26.2.4. Diretórios

Use a página Diretórios para configurar as opções de diretórios específicos. Isto corresponde à diretiva <Directory>.

Figura 26-6. Diretórios

Clique no botão Editar no canto superior direito para configurar as Opções Default de Diretório para todos os diretórios que não estão especificados na lista Diretório logo abaixo. As opções que você escolhe são listadas como a diretiva Opções dentro da diretiva <Directory>. Você pode configurar as seguintes opções:

Para especificar opções para determinados diretórios, clique no botão Adicionar ao lado do quadro da lista Diretório. Aparece a janela exibida na Figura 26-7. Indique o diretório a configurar no campo Diretório na parte inferior da janela. Selecione as opções na lista do lado direito e configure a diretiva Order com as opções do lado esquerdo. A diretiva Order controla a ordem na qual as diretivas de permissão e recusa são avaliadas. Nos campos Permitir máquinas de e Recusar máquinas de, você pode especificar um dos itens a seguir:

Figura 26-7. Configurações de Diretório

Se você selecionar Deixar arquivos .htaccess sobrescreverem opções de diretório, as diretivas de configuração no arquivo .htaccess prevalecem.