43.8. Interface Gráfica

Algumas preferências do OProfile podem ser definidas com a interface gráfica. Para iniciá-la, execute o comando oprof_start como root em uma janela de comandos.

Após alterar as opções, estas podem ser salvas ao clicar no botão Salvar e sair (Save and quit). As preferências são gravadas no /root/.oprofile/daemonrce a aplicação é fechada. Sair da aplicação não interrompe o processo de amostragem do OProfile.

Na aba Configurar (Setup), usada para determinar os eventos para os contadores, conforme descrito na Seção 43.2.2, selecione o contador no menu suspenso e o evento na lista. É apresentada uma breve descrição do evento na caixa de texto abaixo da lista. Somente os eventos disponíveis para o contador e arquitetura específicos são apresentados. A interface também exibe se o perfilador está rodando ou não e algumas estatísticas sobre ele.

Figura 43-1. Configuração do OProfile

No lado direito da aba, selecione a opção Perfilar o kernel para contar os eventos no modo kernel do evento atualmente selecionado, conforme abordado na Seção 43.2.3. Isto é equivalente ao comando opcontrol --ctrN-kernel=1, onde N é o número do contador. Se está opção está desselecionada, é equivalente ao comando opcontrol --ctrN-kernel=0.

Selecione a opção Perfilar binários do usuário para contar os eventos no modo usuário do evento atualmente selecionado, conforme abordado na Seção 43.2.3. Isto é equivalente ao comando opcontrol --ctrN-user=1, onde N é o número do contador. Se esta opção está desselecionada, é equivalente ao comando opcontrol --ctrN-user=0.

Use o campo de texto Contar para determinar a taxa de amostragem do evento atualmente selecionado, conforme abordado na Seção 43.2.2.1.

Se há máscaras de unidade disponíveis para o evento selecionado, conforme abordado na Seção 43.2.2.2, estas são exibidas na área Máscaras de unidade no lado direito da aba Configurar. Selecione a caixa ao lado da máscara de unidade para habilitá-la para o evento.

Na aba Configuração, para perfilar o kernel, indique o nome e localidade do arquivo vmlinux do kernel a monitorar no campo Arquivo da imagem do kernel. Para configurar o OProfile a não monitorar o kernel, selecione Sem imagem do kernel.

Figura 43-2. Configuração do OProfile

Se a opção Verbal está selecionada, o registro do daemon oprofiled inclui mais informações.

Se Arquivos de amostras do kernel por aplicação está selecionada, o OProfile gera perfis por aplicação para o kernel e seus módulos, conforme abordado na Seção 43.2.3. Isto é equivalente ao comando opcontrol --separate=kernel. Se Arquivos de amostras de bibliotecas compartilhadas por aplicação está selecionada, o OProfile gera perfis por aplicação para as bibliotecas. Isto é equivalente ao comando opcontrol --separate=library.

Para forçar os dados a serem salvos nos arquivos de amostra (conforme abordado na Seção 43.5) clique no botão Expor dados do perfilador(Flush profiler data). Isto é equivalente ao comando opcontrol --dump.

Para iniciar o OProfile na interface gráfica, clique em Iniciar perfilador. Para parar o perfilador, clique em Parar perfilador. Sair da aplicação não interrompe a amostragem do OProfile.