5.2. Criando uma Partição

AtençãoAtenção
 

Não tente criar uma partição em um dispositivo que esteja em uso.

Antes de criar uma partição, inicialize no modo de recuperação (ou desmonte quaisquer partições do dispositivo e desabilite qualquer espaço virtual no dispositivo).

Inicie o parted, onde /dev/hda é o dispositivo no qual criar a partição:

parted /dev/hda

Visualize a tabela de partições corrente para determinar se há espaço livre suficiente:

print

Se não houver espaço livre suficiente, você pode redimensionar uma partição existente. Consulte a Seção 5.4 para detalhes.

5.2.1. Criando a partição

Na tabela de partições, determine os pontos inicial e final da nova partição e qual o seu tipo. Você pode ter apenas quatro partições primárias (sem nenhuma partição extendida) em um dispositivo. Se precisar de mais de quatro partições, você pode ter três partições primárias, uma partição extendida e diversas partições lógicas dentro da extendida. Para uma visão geral das partições de disco, consulte o apêndice Uma Introdução às Partições de Disco no Guia de Instalação do Red Hat Enterprise Linux.

Por exemplo: para criar uma partição primária com um sistema de arquivo ext3 de 1024 megabytes até 2048 megabytes de um disco rígido, digite o seguinte comando:

mkpart primary ext3 1024 2048

DicaDica
 

Se, ao invés disso, você usar o comando mkpartfs, o sistema de arquivo é criado após a criação da partição. Entretanto, o parted não suporta a criação de um sistema de arquivo ext3. Consequentemente, se você deseja criar um sistema de arquivo ext3, use mkpart e crie o sistema de arquivo com o comando mkfs, conforme descrito mais adiante. O mkpartfs funciona para o tipo de sistema de arquivo linux-swap.

As alterações têm efeito assim que você pressionar [Enter], portanto reveja o comando antes de executá-lo.

Após criar a partição, use o comando print para confirmar que ela está na tabela com o tipo de partição, tipo de sistema de arquivo e tamanho corretos. Também lembre-se do número menor da partição nova para que você possa etiquetá-lo. Você também deve visualizar o output de

cat /proc/partitions

para garantir que o kernel reconheça a partição nova.

5.2.2. Formatando a Partição

A partição ainda não tem um sistema de arquivo. Crie o sistema de arquivo:

	/sbin/mkfs -t ext3 /dev/hdb3

AtençãoAtenção
 

Formatar a partição destrói permanentemente quaisquer dados que existam nesta partição.

5.2.3. Etiquetando a Partição

Em seguida, dê uma etiqueta para a partição. Por exemplo: se a nova partição é /dev/hda3 e você deseja etiquetá-la como /work:

e2label /dev/hda3 /work

Por default, o programa de instalação usa o ponto de montagem da partição como a etiqueta para garantir que esta seja única. Você pode usar qualquer etiqueta que quiser.

5.2.4. Criando o Ponto de Montagem

Como root, crie o ponto de montagem:

mkdir /work

5.2.5. Adicione a /etc/fstab

Como root, edite o arquivo /etc/fstab para incluir a nova partição. A nova linha deve se parecer com o seguinte:

LABEL=/work           /work                 ext3    defaults        1 2

A primeira coluna deve conter LABEL= seguida pela etiqueta que você deu à partição. A segunda coluna deve conter o o ponto de montagem da nova partição, e a coluna seguinte deve ter o tipo de sistema de arquivo (ex.: ext3 ou swap). Se você precisa de mais informações sobre o formato, leia a página man do comando man fstab.

Se a quarta coluna é a palavra defaults, a partição é montada no momento da inicialização. Para montar a partição sem re-inicializar, digite o seguinte comando como root:

mount /work